Cuidados com a Saúde

Psiquiatra ou psicólogo: entenda as diferenças aqui!4 min read

Psiquiatra ou psicólogo

É comum ficar em dúvida sobre a função de um psiquiatra ou psicólogo, fazendo com que muitas pessoas tenham dificuldade em identificar qual tipo de serviço precisa, quais os preços cobrados e qual dos dois atenderá melhor em cada situação específica.

Para que essas questões possam ser respondidas, elaboramos um artigo que descreve o trabalho e especialidades de cada um deles. Boa leitura!

O que faz um psiquiatra?

O psiquiatra é um médico de formação que tem como especialidade identificar, diagnosticar e cuidar de tratamentos medicamentosos de pessoas com desordens mentais.

Ele é o profissional ideal para tratar desordens mentais mais acentuadas, tais como:

  • autismo;
  • bipolaridade;
  • transtornos humorísticos;
  • esquizofrenia;
  • entre outros.

Como funciona o tratamento com um psiquiatra?

Como todo médico, o psiquiatra tem a função de diagnosticar possíveis doenças e oferecer o tratamento adequado, além de realizar o acompanhamento periódico para avaliar a evolução do tratamento. Suas principais atribuições são:

  • realizar encontros periódicos com o paciente — geralmente mensais — para acompanhar seu quadro e realizar ajustes nas medicações;
  • indicar o uso de medicações para tratar de sintomas que impedem que o paciente tenha uma vida satisfatória;
  • reduzir os sintomas que causam a insatisfação e melhorar a qualidade de vida da pessoa, podendo surtir efeitos a curto ou médio prazo.

Quanto tempo dura um tratamento com psiquiatra?

Tratamentos psiquiátricos tendem a ser mais curtos se comparados aos psicoterápicos, pois têm como objetivo reduzir os sintomas patológicos até que o paciente retome a estabilidade e o tratamento não se faça mais necessário.

O que faz um psicólogo?

O psicólogo trabalha a partir de situações que envolvem uma quantidade exorbitante de adoecimentos mentais, que podem acometer pessoas ao longo de suas vidas e em diferentes idades. De modo geral, tais técnicas usam a fala de maneira prioritária para os tratamentos, porém, em alguns casos, também utilizam-se técnicas corporais ou desenhos.

Como funciona o tratamento com psicólogo

O psicólogo, diferentemente do psiquiatra, realiza um tratamento com menor intervalo de tempo entre as sessões, que normalmente decorrem através de encontros semanais de até 1 hora de duração. Suas principais atribuições são:

  • sessões com conversas acolhedoras, respeitosas e emocionalmente íntimas;
  • compreensão das causas do adoecimento mental, não na redução de seus sintomas;
  • foco na melhora geral da qualidade de vida da pessoa.

Quanto tempo dura um tratamento com psicólogo?

Em geral, o tratamento tende a ser mais longo do que com um psiquiatra, já que não foca na redução imediata dos problemas, mas sim nas técnicas que podem trazer benefícios a longo prazo.

Mas afinal de contas, psiquiatra ou psicólogo?

A verdade é que ambas as profissões são complementares e, na maioria dos casos, realiza-se o tratamento medicamentoso com o acompanhamento de um psiquiatra, ao mesmo tempo em que ocorrem as sessões com o psicólogo.

Pode-se compreender melhor as profissões ao imaginar o papel do psiquiatra como o do médico que cuida dos sintomas físicos, enquanto o psicólogo atua cuidando dos sintomas da alma.

Em outras palavras, o psiquiatra identifica a desordem mental do paciente e segue com o tratamento medicamentoso. Já o psicólogo busca descobrir quais são as causas subjacentes que motivam o adoecimento mental do paciente, visando auxiliá-lo em seu entendimento próprio, autocontrole e combate pessoal.

Quais sinais apontam a necessidade de um tratamento com psiquiatra ou psicólogo?

O assunto é delicado e os sinais, além de diversificados, podem ser interpretados de maneiras diferentes. No entanto, existem alguns indícios comuns, tais como:

  • problemas pessoais e stress acumulados;
  • crises de ansiedade e pânico recorrentes;
  • suspeitas de distúrbios psicológicos;
  • sentimento de tristeza recorrente;
  • sentimento de frustração agravado;
  • desinteresse nas coisas;
  • falta de prazer geral.

Estes podem ser sinais de que está na hora de marcar uma consulta com um deles. A principal questão, no entanto, é saber que ambos entenderão suas dores e te encaminharão conforme o necessário.

Se você ficou com alguma ou dúvida ou quer deixar sua opinião, comente aqui no post!

CTA - Fácil ConsultaPowered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up